Os primeiros 1000 dias de vida do bebê é composto por: 280 dias de gravidez + 720 dias de vida (2 anos).

É fundamental tomarmos os devidos cuidados nessa fase para que a criança cresça de forma saudável durante a infância, a adolescência e até a vida adulta.

 Os primeiros dois anos são os mais significativos para o desenvolvimento do cérebro. “Metade do crescimento cerebral da vida inteira ocorre nesse período”, afirma Mauro Muszkat, neuropediatra, coordenador do Núcleo de Atendimento Neuropsicológico Infantil Interdisciplinar da Unifesp. O bebê nasce com o cérebro desenvolvido na área sensorial (olfato, tato e audição), mas nesse período passa pelas maiores modificações cognitivas, adquire as habilidades motoras mais amplas (como o andar) e mais finas (como conseguir pegar pequenos objetos).

A criança tem um potencial, mas isso é mediado pelo ambiente. Os pais têm papel decisivo na forma como ela vai se desenvolver. Somos o primeiro ‘ambiente’ do filho’, diz Ricardo Halpern, pediatra, presidente do Departamento Científico de Comportamento e Desenvolvimento da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Vejam uma listinha que vão ajudar a garantir uma vida adulta saudável ao nosso pequeno:

– Planejar a gravidez

Essa fase não contabiliza os 1000 dias do bebê, mas é uma fase muito importante para que o bebê se desenvolva na barriga. Para isso são necessárias mudanças em alguns hábitos da mãe como: alimentação, não fumar, não ingerir bebidas alcoólicas…etc.

– Alimentar-se bem durante a gestação

Ter uma alimentação balanceada e equilibrada, com todos os nutrientes que uma grávida precisa.

– Manter a carteira de vacinação em dia

Ao se imunizar, a grávida passa os anticorpos para o bebê, protegendo-o por tabela. Lembre-se de manter a carteira de vacinação do seu filho em dia, após o nascimento.

– Prepare-se para o parto

Estude os tipos de parto, para eliminar os mitos e preconceitos de cada um deles.

– Amamentar

O aleitamento materno protege o bebê contra infecções, diarreia, obesidade… É benefício que não acaba mais! A recomendação da OMS é que a amamentação seja exclusiva até os 6 meses de vida e que permaneça até, no mínimo, os 2 anos – mesmo com a alimentação complementar. Busque ajuda profissional se necessário, pois sabemos que essa etapa não é nada fácil.

– Cuidar do sono do bebê

Dormir bem é algo muito importante para os bebês. É por meio do sono que hormônios e células responsáveis pela manutenção do organismo são produzidos e que a memória é consolidada. Estabeleça uma rotina com o seu bebê.

– Brinque com o seu bebê

As brincadeiras estimulam a criatividade, o desenvolvimento cognitivo e promovem a interação da família, fazendo com que a criança se sinta mais segura e amada.

– Estimule o vínculo

Carinho, afeto e contato físico são alguns dos ingredientes essenciais para estabelecer e fortalecer os vínculos com o bebê. Uma criança com uma base emocional sólida tende a ser mais segura no futuro.

– Desenvolver o paladar

É importante variar a oferta dos sabores ao bebê, respeitando sempre a idade.

Ofereça variedade de frutas, verduras e legumes, evitando sempre o açúcar e excesso de sal.

– Incentive a fala correta

Quando são pequenos é normal falarmos de um modo diferente com eles, porém à medida que vão crescendo é importante incentivarmos a falarem da forma correta, repetindo os nomes dos objetos. Uma ideia é cantar as músicas infantis.