Sabemos que não há nutriente mais completo para o bebê do que o leite materno. Para que tudo ocorra bem é importante que a mãe esteja bem alimentada durante todo o período da amamentação, pois tudo o que ela ingere nesta fase é passado para o bebê, ajudando no crescimento e desenvolvimento.

Vale lembrar que durante a amamentação não existem razões para se iniciar uma dieta. Ela pode comprometer a produção e a quantidade de leite e, consequentemente, prejudicar a nutrição do bebê.

 O cardápio da mamãe deve conter:

  • Pelo menos 3 frutas por dia (frutas vermelhas e roxas: possuem alto teor de antioxidantes que ajudam a fortalecer o sistema imunológico);
  • Legumes e verduras no almoço e jantar;
  • Peixe bem cozido em uma das refeições principais, como o jantar;
  • Arroz, massa ou batata nas refeições principais (menos de metade do prato);
  • 3 doses de lacticínios em um dia, como 1 copo de leite, 1 fatia de queijo minas e 1 iogurte, por exemplo;
  • Pequenas quantidades de alimentos com carboidratos aos lanches, como 30 g de cereais, 1 pão integral, 1 pão de centeio ou 2 torradas, por exemplo.
  • 3 a 4 litros de água por dia;

Proteínas magras, como frango e peixe, e de origem vegetal, como soja, feijão e frutas oleaginosas são boas opções pois atuam na formação e regeneração dos tecidos.

O ômega 3 é um nutriente essencial para o desenvolvimento cerebral e cognitivo do bebê.

Um prato bem colorido garante a saúde da mãe e do bebê.

Aposte em cereais integrais, leguminosas, frutas, verduras e legumes orgânicos.

Fique atenta aos sinais dados pelo bebê. Se ele tiver cólicas, retire alguns alimentos do cardápio até descobrir o que faz mal à criança.