Tanto em casa quanto na viagem é importante sempre termos em mãos a farmacinha do bebê com o kit de primeiros socorros. Lembrando que ela deve ficar longe das crianças e somente ao alcance dos pais.

O que ela deve conter:

  • Termômetro.
  • Analgésico/antitérmico líquido ou em gotas. Já pergunte na consulta de rotina com o pediatra qual tipo usar, qual a dose e em que situações você pode dar esses medicamentos à criança.
  • Medicação para náusea e vômitos.
  • Colher medidora para preparar soro caseiro ou soro em pó.
  • Loção ou creme para picadas de inseto ou queimaduras de sol.
  • Líquido bactericida ou água oxigenada para limpeza de cortes e machucados.
  • Curativos adesivos para machucados.
  • Embalagens pequenas de compressas de gaze.
  • Algodão.
  • Rolo de atadura de gaze.
  • Rolo de esparadrapo antialérgico ou fita microporo.
  • Uma tesoura afiada para cortar a gaze.
  • Pinça para retirar ferrões ou farpas.
  • Soro fisiológico.
  • Solução nasal à base de cloreto de sódio e sem conservantes.
  • Protetor solar infantil (não recomendado para bebês com menos de 6 meses).
  • Repelente de insetos infantil (consultar o pediatra para saber a partir de que idade usar).
  • Seringa, conta-gotas, colher ou copinho com medição para administrar remédios para crianças.
  • Se seu filho é alérgico a insetos ou a alimentos é muito importante carregar sempre com você o remédio receitado pelo médico para o caso de emergência.
  • Outros medicamentos: pergunte ao pediatra se ele recomenda algum medicamento específico para você ter em casa.

Você não precisa levar a farmacinha toda nas viagens com o bebê, leve somente o básico e caso precise de mais alguma coisa é só correr na farmácia mais próxima. Agora se você não conhece muito bem a cidade para onde vai é melhor levar tudo mesmo.

Lembrando que você nunca deve medicar o seu filho por conta própria, tudo deve ser prescrito pelo seu pediatra.

baby2