Sabemos que até os 6 meses o bebê precisa somente do leite materno para suprir todas as suas necessidades… mas se você precisou introduzir fórmulas assim como eu, a alimentação começa mais cedo.

O Benício com 4 meses começou a introdução de sucos pela manhã.. o que foi um parto para fazer ele tomar um pouquinho… até hoje ele não é fã de sucos e de frutas… já tentei de tudo mas está difícil, porém continuo insistindo.

Com 5 meses ele começou a jantar e a almoçar, nos primeiros dias ele comia apenas algumas colheres, é preciso ter paciência e persistência, não ache que logo de cara o seu bebê vai comer tudo… é um paladar novo e aos poucos ele vai se acostumando, mas não desista… insista todos os dias e mude os sabores.

Por orientação da pediatra começamos com mingau de aveia (foi o que ele mais gostou logo de cara), depois a sopinha de fubá e em seguida caldo/purê com legumes diversos. Nada de alimentos ácidos e azedos nessa fase.

Até o Benício fazer 1 aninho não colocarmos nada de sal nem açúcar em sua alimentação (apenas o açúcar da própria fruta) utilizamos apenas temperos naturais como ervas, alho, cebola e um fio de azeite… e ele come super bem.. adora as papinhas, pretendo segurar o açúcar até os 2 aninhos.

A papinha é feita com um tipo de carne (frango ou carne vermelha) ela pode ser cozida junto com os legumes e depois retirada ou você pode picar bem, para o Benício demos carne moída, no início como eu tinha medo dele engasgar eu batia no liquidificador com o passar dos dias eu só amassava bem e ele comeu numa boa.

Se o bebê demonstrar desagrado pelo sabor ou textura de algum alimento não desista à primeira. Estudos demonstram a necessidade de tentar cerca de 8 vezes ou mais para que o bebê aprenda a gostar de um alimento.

Prefira sempre as papinhas feitas em casa, que são mais saudáveis.

Logo que é iniciada a introdução alimentar deve ser oferecida água ao bebê, várias vezes ao dia.

O leite de vaca não deve ser introduzido antes dos 12 meses.

O sal e o açúcar são dois alimentos que não devem ser oferecidos ao bebê, pelas desvantagens que são do conhecimento de todos e quanto mais tarde forem oferecidos, menos serão “procurados”. Os alimentos já contêm sal (sódio) e açúcar na sua composição. Tudo o que se adiciona estará em excesso.

A única gordura que é permitida é o azeite, pelas vantagens nutricionais que apresenta.

Prefira sempre produtos naturais da época, por questões econômicas, ou produtos congelados.

É importante que ao longo do primeiro ano de vida o bebê experimente novos sabores, texturas e temperaturas na sua alimentação. Esta diversidade irá ajudar no desenvolvimento do paladar, além da capacidades de sucção, mastigação e deglutição. Com o passar dos meses, a alimentação deve evoluir progressivamente para alimentos de consistência mais dura e também  introduzindo novos alimentos como o ovo e peixe.

Um exemplo da rotina alimentar que seguimos com o Benício é:

  • Café da manhã (7h00) – Leite materno ou mamadeira
  • Colação (10h00) – suco de fruta como a laranja lima
  • Almoço (12h00) – Purê de legumes + Leite materno ou mamadeira
  • Lanche (16h00) – Purê de frutas com banana e maçã + Leite materno ou mamadeira
  • Jantar (18h00) – Mingau de trigo com leite materno + Leite materno mamadeira
  • Ceia (22h00) – Leite materno ou mamadeira

Lembrando que você deve sempre seguir orientação do seu pediatra.

Babê-papinha-lambuzado

Como foi a introdução alimentar do seu filho? Conte pra gente!!!