Oi mamães, vocês sabiam que uma das alterações mais comuns que acometem as grávidas durante a gestação é a infecção urinária? Ela que atinge pelo menos 10% das gestantes.

É preciso ficar atenta ao primeiro trimestre da gestação, período que normalmente aparecem os sintomas.

Como ocorre?

As infecções urinárias são causadas por bactérias da flora intestinal que contaminam o trato urinário. As bactérias são encontradas na urina quando se rompe o equilíbrio entre a defesa do organismo e a sua virulência. Normalmente na gravidez, a urina é mais rica em nutrientes (açúcar e aminoácidos), o que propicia um meio de cultura mais rico, facilitando o crescimento das bactérias. Também ocorre, normalmente, na gravidez, uma dilatação do trato urinário, criando condições de estase urinária (urina parada) que favorece o crescimento bacteriano e a instalação da infecção urinária. O aumento do útero, ao ocupar mais espaço, pode obstruir parcialmente o ureter e criar condições de estase urinária. A estase é um mecanismo complicador e favorecedor de infecção urinária nas grávidas.

Sintomas

  • Dor ou ardência para urinar.
  • Vontade de urinar frequentemente.
  • Dificuldade em segurar a urina.
  • Vontade de urinar mesmo com bexiga vazia.
  • Dor ou sensação de peso na bexiga.
  • Sangue na urina

Ao apresentar esses sintomas procure o seu médico imediatamente para evitar complicações como:

  • Infecção generalizada,
  • Abortamento,
  • Parto prematuro,
  • Hipertensão gestacional e
  • Piora de anemia.

A forma menos agressiva da infecção urinária é a cistite, infecção da bexiga, e a mais grave é a pielonefrite, que acomete os rins. A infecção leve pode ser assintomática, mas, na maioria das vezes, a infecção se agrava levando aos sintomas como dor e ardor ao urinar, sensação de desejo de urinar, vontade freqüente de urinar com pouca quantidade de xixi e mudanças no cheiro e na cor da urina.

Nos casos mais graves, os sintomas são náuseas, vômitos, febre, urina turva com odor, calafrios e uma dor intensa na região lombar (rins) ocorrem geralmente no último trimestre da gestação.

Tratamento

Normalmente é feito com antibióticos. Ele deve ser indicado pelo médico para que não afete o desenvolvimento do bebê, pelo menor tempo possível, mas que seja um tempo seguro para um tratamento acertado e eficiente.

Como evitar?

O pré-natal é essencial para que se tenha uma gestação mais saudável, nele os médicos pedem exames de urina de três em três meses, diagnosticando a infecção urinária o mais precoce possível, para já iniciar o tratamento.

Beba bastante líquido durante todo o dia (de 1 a 2 litros).

Vá ir ao banheiro com freqüência, não segure o xixi quando a vontade vier, principalmente depois das relações sexuais.

Cuide bem de sua higiene pessoal, passando o papel higiênico de frente para trás.