A partir do momento que você segurar seu bebê em seus braços,
Você nunca mais será a mesma.
Você nem se lembrará da pessoa que eras antes,
Quando você teve liberdade e tempo,
E nada em particular para se preocupar.
Você vai conhecer o cansaço como tu nunca viu antes,
E os dias serão exatamente os mesmos,
Cheio de mamadas e arrotos,
Choros,
Sesta ou falta de cochilos,
Pode parecer como um ciclo interminável.
Mas não te esqueças…
Existe uma última vez para tudo.
Chegará um momento em que você vai alimentar o teu bebe pela última vez.
Eles irão adormecer em teu colo depois de um longo dia
E será a última vez que você o fez dormir.
Um dia você vai levá-los em seu colo e depois colocá-los no chão.
E depois não vai precisar mais dar colo.
Você vai lavar o cabelo no banho uma noite
E noutro dia eles vão querer tomar banho sozinhos.
Eles vão segurar sua mão para atravessar a rua e
Então não precisarás novamente.
Eles vão entrar no seu quarto à meia-noite para dormir em sua cama.
E será a última noite que você vai acordar para isto.
Uma tarde você vai cantar “galinha pintadinha”.
Então não vais precisar lhes cantar essa música de novo.
Eles vão te dar um beijo de despedida no portão da escola,
No dia seguinte, eles vão pedir para irem para o portão sozinho.
Você vai ler uma última história de dormir e
Eles correrão para ti, com os braços levantados pela última vez.
A coisa é que você nem vai notar que será a última vez
Até que não haja mais vezes.
E mesmo assim, você vai levar um tempo para perceber.
Então enquanto você está vivendo estas fases,
Lembre-se existem tantos deles
E quando eles se forem, você vai suspirar por estes dias
a vez.
– Autor desconhecido –