Os avós são figuras fundamentais na criação das crianças não é mesmo?

Na casa dos avós as crianças podem saciar quase todas as suas vontades, as avós fazem as comidas que os netos gostam… paparicam até não poder, além de contar as interessantes histórias de suas épocas.

É um encontro simplesmente mágico! Estar perto dos avós é sempre muito bom! As crianças observam a doçura, a paciência e a experiência dos avós com muita atenção; cada história, cada objeto, cada truque, cada ensinamento, cada traquinagem e cada piada são inesquecíveis!

Para os pais também é interessante esse convívio, pois podem encontrar nos avós parceiros na criação de seus filhos, contando ainda com a presença deles quando precisam se ausentar.

De acordo com Rita Calegari, psicóloga do Hospital São Camilo (SP), a participação dos avós na criação dos netos, quando possível, pode trazer uma série de benefícios a todos os envolvidos. Os pais têm com quem dividir a tarefa de cuidar, as crianças são expostas a um círculo familiar maior, e os avós têm sabedoria e experiência reconhecidas socialmente. “A criança se enriquece muito com esse contato, já que recebe mais estímulos, amplia seu repertório e aprende a conviver em um ambiente distinto com pessoas diferentes. Os avós também. Hoje, o ‘velho’ está ligado a algo pejorativo graças ao mundo de consumo em que estamos inseridos. O que é ‘velho’ tem que ser descartado. Para os avós, então, ter a responsabilidade de cuidar de uma criança é sinônimo de valorização social. A experiência dele é importante ali. Ele tem papel utilitarista, está ajudando outras pessoas, e isso dá sentido à sua vida”, diz.

Meu pai, por exemplo, teve um AVC em 2013, infelizmente ele ficou com seqüela na fala e o Benício ajuda ele demais, ele o motiva para brincar com ele e está ajudando muito o vovô … minha mãe diz que quando ele não está com o Benício ele fica meio pra baixo… isso prova como uma criança é importante para o bem estar dos avós.

A cumplicidade é a relação mais natural existente entre avós e netos. Porém é preciso ter cuidado e saber a hora de colocar limites, a criança não pode achar que todo dia é dia de festa só porque ela está com os avós. Ela terá que seguir algumas regras impostas pelos seus pais.

É importante lembrar que:

– Os avós não devem assumir a educação de seus netos, pois desta forma, os pais continuarão se comportando como filhos e terceirizando aos avós a paternidade dos pequenos.

– Os pais precisam aceitar a sabedoria dos avós, assim como esses devem respeitar a autoridade dos pais.

– Se a criança costuma ficar todos os dias na casa dos avós, os limites devem ser melhor delimitados. A autoridade dos pais é sempre maior, mas, se eles dependem de outras pessoas para cuidar dos filhos, têm que aceitar que a influência externa é inevitável.