1. A mulher está com medo

Por mais que a mulher se prepare para este momento, leia sobre o assunto ou que seja a 2º gravidez, nada se compara ao bebê ali quietinho, confiando que você fará tudo certo, que saberá quando ele está com fome ou frio, a temperatura da água na hora do banho… enfim, é muita responsabilidade. Sem contar que toda criança é diferente, singular nos seus hábitos, e por mais livros que devoremos ou pitacos que levemos em conta, tudo é diferente. E dá um medo de errar ou de algo dar errado. Conferimos a respiração do bebê durante toda a noite com medo de alguma fatalidade. Outro grande pavor das mães, que elas só descobrem depois que todo mundo vai embora, que cessam as visitas para conhecer o bebê, é o medo do “depois”.  “E depois que acabarem os paparicos e eu ter que ficar sozinha com o bebê?” Aí chegamos à conclusão que o filho é nosso!! Nosso mesmo!! E todos os problemas que isso nos trás, teremos que resolver entre quatro paredes.
Porque ninguém conta isso para a gente? Mas, claramente, sabe?? Ninguém conta…

2. Ela se sente feia

Aquela coisa radiante na mulher quando está gravida, vai embora assim que o bebê nasce!
E não há elogio que resolva, porque sabemos que você estão mentindo. É feio mentir, tá?? rs! Desde quando você inchada até nos tornozelos é bonito? Procure não fazer comentários sobre a beleza da sua esposa, foque no bebê ou em como ela está se recuperando rápido, que está aliviado por ter dado tudo certo… Mas caso o assunto surja, meu amigo, se ela perguntar se “está muito feia” (porque a pergunta é exatamente essa…rs!),  aí você mente mesmo!! rsrsr! É sério!! Mas vai treinando para não parecer falsidade demais!! =)

3. Está sempre na defensiva

Gente, quando o bebê nasce, não tem como escapar. Todo mundo, principalmente os parentes dão algum pitaco. Aí aparece aquela tia que desmerece a dor nos seios, se esquecendo como realmente doía quando foi a vez dela. Alguns reclamando que você deixou um dos 15 sobrenomes da família fora do nome do bebê, outros falando do quanto engordou, do que comer para ter mais leite ou do quanto gastou para ter o bebê e comprar tudo do jeitinho que você quis. Gente assim é que não falta!! É natural a sua esposa dar patada em todos, inclusive em você por simplesmente sugerir que ela coma alguma coisa. Tenha paciência, logo ela aprende se esquivar desses “comentários construtivos” e tudo ficará mais calmo.

4. Não pode ficar brava

Por mais que ela queira gritar de desespero ou de cansaço, ela não pode porque além de manter a calma por causa do bebê, ela não pode se dar o luxo de se desesperar. Ter que manter a calma o tempo todo, saber o que fazer o tempo todo, isso tudo cansa e pode tornar o clima da casa um pouco tenso. Acostume-se, logo ela pegará o ritmo do bebê e ficará mais calma.

5. Tem que aguentar as dores

Nunca!! Em hipótese alguma desmereça a dor que ela sentiu ou sente. Não ache que é frescura, porque além da dor física que é muito forte, tanto no parto normal quando na recuperação da cesárea, nenhum homem vai entender o que se passa na cabeça de uma mulher quando ela tem um bebê, todas as mudanças bruscas no seu corpo, de vida ou de comportamento. Então, só diga o quanto ela é forte e guerreira. Já basta!! E cuide direitinho dela, porque apesar de parecer ter tudo sobre controle, ela está provavelmente com fome, precisando de um banho e com certeza, morrendo de sono!!

6. Não quer saber da opinião de ninguém, mas vai requisitar a sua.

Ela provavelmente vai te perguntar sobre alguma coisa do bebê, qual a sua opinião sobre algum assunto. Se não souber, mostre interesse em descobrir a resposta no internet, em algum livro ou ligando para o médico.  Ela não tem que ter todas as decisões relacionadas ao bebê só nas suas mãos, afinal, pai também tem que participar. Nunca use a frase “você que sabe”… a resposta com toda certeza será “se eu soubesse não estaria perguntando!!”

7.  Não quer receber visitas

Não digo visitas do tipo pai, mãe e irmãos, falo sobre aquele seu amigo mala que não sabe fazer nada para ajudar, só dar opiniões absurdas sobre os mais diversos assuntos da gravidez e sobre o bebê. Com certeza, sua esposa, não quer ter que se vestir e ficar fazendo sala para um troço desses. Espere até que as coisas estejam mais calmas para convidar amigos e parentes mais distantes. O bebê se irrita com muita gente pegando, querendo tirar fotos e falando alto e isso interfere no sono e no bem estar da sua esposa. E antes de marcar qualquer coisa, pergunte se ela quer receber visitas. As vezes não estamos com saco nem para a gente mesmo, que dirá para os outros!! Sem contar aquela vizinha peste que ainda trás um monte de crianças que vão subir na poltrona branca do quarto do bebê ou pedir para pega-lo no colo como se fosse uma boneca. A minha pergunta toda vez que alguém me pedia isso, era ” se cair, o que você vai dizer?? ‘Desculpa aí??’ O bebê não é brinquedo!! Pode parecer, mas não é.”

8. Nem pensa em sexo

Todo mundo sabe daqueles dias “abençoados” que temos que esperar antes de ter relações sexuais, porém existem outras maneiras de agradar o marido. Sinto em informar, papai, que por mais que existam formas de te agradar, isso nem passa pela cabeça dela, então não force a barra! E isso não é porque sua esposa escolheu assim, é uma questão hormonal. O corpo dela deixam de fabricar os hormônios que dão o desejo, para o foco ser o bebê. Há a questão do desconforto em relação ao próprio corpo, ela não se sente sexy para isso e querer que ela se force a achar graça em algo que realmente nem passa pela cabeça dela é tão imaturo e egoísta!! Pense nisso…

9. Ela está desequilibrada e confusa.

Esse “auê” hormonal faz com que mulher fique completamente louca mesmo. Sem motivo algum ela começa a chorar, passa a rir e depois briga contigo, do nada! Saiba que isso é normal, faz parte do processo. Quero contar um experiência minha quando estava gravida da Luiza: Eu estava rindo de uma piada idiota, rindo muito, até chorar de rir… contei a piada para o Mauricio, fiquei brava porque ele não riu como eu ri e depois comecei a chorar porque eu percebi que estava ficando louca…chorei, chorei…do nada comecei a rir novamente ao ver que é tudo culpa dos hormônios e que não estava louca de verdade. Tudo bem que estava enganada, porque fiquei louca mesmo…mas tudo bem!! rs!

10. Não quer pedir ajudar

Por mais que ela não fale, ela precisa desesperadamente de um abraço, de se sentir cuidada, com toda a atenção e carinho disponíveis só para ela, pelo menos por alguns minutos do dia. Ela não dirá isso, mas quer! Sua esposa espera que a iniciativa venha de você, que ela não precise avisar quando precisa tomar um banho e quer que você fique com o bebê, que está com fome, mas não tem vontade de cozinhar e por isso precisa que alguém (você mesmo!!) que cozinhe ou de algum restaurante que entregue em casa.  Toda mãe precisa de ajuda, mas não dará o braço a torcer!! Tome a iniciativa!!

Espero ter sido a voz das mamãe. Querem acrescentar alguma coisa à lista??

Abraços!!

fonte: http://www.uaimae.com.br/2015/01/coisas-que-todo-papai-precisa-saber.html